Finalizando apenas uma vez em um jogo que o time se portou mal conseguiu a vitória e mantém as esperanças de G4


Foto: Rodrigo Coca / Ag. Corinthians

Na noite desta quarta-feira (13), o Corinthians entrou em campo para mais um desafio no Brasileirão 2021. Na Neo Química Arena, pela 26ª rodada da competição, o Timão encarou o Fluminense e venceu a partida por 1 a 0. O gol alvinegro foi marcado por Gabriel Pereira, na segunda etapa. 


A resultado positivo foi importante para o Coringão seguir firme na briga por uma vaga na Libertadores do próximo ano. A equipe comandada por Sylvinho voltou a vencer na competição e soma 40 pontos na tabela da classificação. 


Escalação

O técnico Sylvinho iniciou o confronto contra o Fluminense com a seguinte escalação: Cássio, Fagner, Gil, João Victor, Fábio Santos; Cantillo, Giuliano, Renato Augusto; Gabriel Pereira, Wllian e Róger Guedes. Durante o jogo, também entraram Gabriel, Gustavo Silva, Vitinho, Adson. Ainda estavam no banco de reservas: Matheus Donelli, Lucas Piton, Luan, Araos, Gustavo Mantuan, Raul, Du Queiroz e Xavier.  

Bola em jogo!

A partida iniciou com o Timão indo para cima aproveitando o apoio da Fiel nas arquibancadas. 

A primeira boa oportunidade de gol apareceu aos três minutos, quando Giuliano ajeitou de peito para Gabriel Pereira na direita, e o camisa 38 cortou para o meio e encheu o pé de esquerda. A bola saiu forte, e Giuliano desviou de cabeça no meio do caminho, mas o cabeceio passou raspando o travessão. 

Logo em seguida, aos sete minutos, Sylvinho precisou fazer a primeira alteração na equipe. O camisa 10 Willian sentiu um incômodo na coxa e deixou o gramado para a entrada do atacante Gustavo Silva. 

Aos 10 minutos, Fagner cruzou na área do Fluminense e a bola rebateu. Giuliano apareceu na sobra e o camisa 11 ajeitou para o meio de cabeça, e João Victor chegou chutando de primeira, mas para fora.

Aos 19 minutos, Giuliano tentou a tabela com Renato Augusto na entrada da área, mas o camisa 11 escorregou na hora de dominar de volta.

A partida ficou mais equilibrada nos minutos seguintes, e o Coringão voltou a ter outra chance aos 39 minutos. Fagner aproveitou a sobra da bola na área, pela direita, e chegou batendo cruzado de primeira. O chute levou perigo, e a bola ainda desviou no meio do caminho antes de passar perto da trave do Fluminense.


Segundo tempo

A etapa complementar começou mais uma vez de forma equilibrada. Timão chegou bem aos cinco minutos, quando Giuliano aproveitou o erro na saída do Fluminense, dominou na intermediária e arriscou de direita, mas o meia foi travado no chute.

Daí em diante, o Corinthians dominou as ações ofensivas do confronto, mas sem muitas oportunidades claras. 

Mas após a insistência, o gol alvinegro saiu aos 23 minutos, e veio com o filho do terrão, Gabriel Pereira! Fábio Santos tocou para Gustavo Silva na esquerda, e o atacante cortou para o meio para cruzar na segunda trave. GP chegou livre de marcação na direita para pegar de chapa e abrir o placar! 1 a 0 para o Timão! 

Aos 33 minutos, mais uma mudança no Coringão, saiu o meia Cantillo para a entrada de Gabriel. Mais tarde, aos 38, também deixaram o campo Renato Augusto e Gabriel Pereira e entraram Adson e Vitinho. 


Próximo jogo

O Coringão volta a entrar em campo pelo Brasileirão na próxima segunda-feira (18), no clássico contra o São Paulo, fora de casa, às 20h (horário de Brasília).


Competição: Campeonato Brasileiro - 26ª rodada 
Data: 13/10/2021 (quarta-feira) 
Horário: 21h (de Brasília) 
Local: Neo Química Arena, em São Paulo (SP) Árbitro: Marielson Alves Silva (BA) 
Assistentes: Alessandro Álvaro Rocha de Matos (BA) e Elicarlos Franco de Oliveira (BA) 
VAR: Heber Roberto Lopes (SC) 
Cartões amarelos: Fagner (Corinthians); Danilo Barcelos (Fluminense) 
Gols: Gabriel Pereira, aos 23 do 2º tempo (1-0)

Corinthians: Cássio; Fagner, João Victor, Gil e Fábio Santos; Cantillo (Gabriel); Gabriel Pereira (Adson), Giuliano, Renato Augusto e Willian (Gustavo Mosquito); Roger Guedes. Técnico: Sylvinho.
Fluminense: Marcos Felipe, Samuel Xavier, Nino, David Braz e Danilo Barcelos; André, Yago Felipe (Cazares) e Nonato (Martinelli); Luiz Henrique (Arias), Caio Paulista (Abel Hernández) e Bobadilla (John Kennedy). Técnico: Marcão

Compartilhar: