Eduardo Amorim completa 71 anos hoje


Campeão como treinad


Nesta terça-feira (30), Eduardo Amorim, um dos poucos jogadores que depois viraram técnicos do Timão e conquistaram títulos nas duas funções, completa 71 anos deidade.

Nascido no dia 30 de novembro de 1950 em Montes Claros-MG, Eduardo chegou ao Corinthians em 1981, após boas atuações com o Cruzeiro. No segundo ano de clube, teve participação em uma das principais fases da história do Coringão: a Democracia Corinthiana.

No Timão, Eduardo precisou mudar o estilo de jogo, pois beirava os 31 anos e não tinha o mesmo fôlego de quando era mais jovem. Sendo assim, deixou a ponta-direita, onde atuou por toda a carreira e passou a ser meia-direita, exercendo uma função demais toque de bola e menor uso da velocidade. Durante 1982, ao lado de Sócrates e Zenon, Eduardo formou o meio-campo da Democracia Corinthiana em algumas partidas.

No dia 12 de dezembro de 1982, foi disputada a final do Paulistão. Ele entrou durante a partida e ajudou o Alvinegro a conquistar o caneco daquele ano derrotando o São Paulo por 3 a 1, no Morumbi. Já no ano seguinte, Eduardo Amorim conseguiu se firmar no time do Parque São Jorge, sendo um dos principais jogadores da campanha do bicampeonato Paulista.  Novamente contra o São Paulo, o Corinthians foi para o jogo decisivo precisando deum empate, como em 1982. E com gol de Sócrates, o Timão foi novamente campeão estadual.

Como jogador, Eduardo Amorim ficou durante sete anos no Alvinegro e disputou 341jogos, marcando dez gols. Após encerrar a carreira, se tornou técnico de futebol.

O seu primeiro jogo no comando do Corinthians foi em 1994, quando o Timão enfrentou o Novorizontino e empatou em 1 a 1. Na época, ele ainda era interino e estava substituindo Afrânio Riul, antes de dar lugar a Carlos Alberto Silva. E a chance como técnico efetivado do Coringão veio em 1995, após a saída de Mário Sérgio. A primeira conquista ocorreu no mês de junho de 1995, quando o Timão chegou à final da Copa do Brasil para enfrentar o Grêmio.

Na primeira partida, realizada no Pacaembu, o Corinthians venceu por 2 a 1, com gols de Viola e Marcelinho Carioca. A decisão aconteceu no estádio Olímpico. E novamente Marcelinho Carioca foi o grande herói da partida. Com gol aos 27 da segunda etapa, o Coringão superou o Grêmio e garantiu uma vaga na Libertadores. Mas o ano de 1995 ainda guardava um algo a mais. Aproximadamente dois meses depois, o Coringão tinha pela frente outra decisão. E uma decisão que a grande torcida corinthiana esperava: vencer o rival Palmeiras e sagrar-se campeão paulista de 1995.

O Corinthians vinha de três derrotas em finais para o Palmeiras, e a conquista sobre o time alviverde seria um alívio para os torcedores do Alvinegro. Com partida destacada de Marcelinho Carioca, o Alvinegro venceu na prorrogação por 2 a 1 e ganhou a taça. O título marcou o 21º paulista do clube, ultrapassando o Palmeiras, que possuía 20.

Eduardo Amorim esteve à frente do Timão como técnico em 112 jogos. Atualmente, o ex-jogador e treinador do Corinthians está aposentado. O Sport Club Corinthians Paulista o deseja um feliz aniversário, saúde e prosperidade.

Compartilhar: