Corintiano Blog

blog do Torcedor fiel

Vítor Pereira: “Vamos nos preparar, fazer nosso melhor e vamos à luta”

Foto: Rodrigo Coca/Agncia Corinthians


Na tarde desta sexta-feira (27), o tcnico do Corinthians, Vtor Pereira, atendeu a imprensa em uma entrevista coletiva direto do CT Dr. Joaquim Grava.

O treinador portugus foi questionado pelos jornalistas sobre o desempenho da equipe mista que foi a campo no empate diante do Always Ready-BOL, pela CONMEBOL Libertadores, que atrapalhou os planos do Alvinegro de terminar a primeira fase lder do grupo E e avanar na segunda colocao. Vtor deixou claro que sente necessidade de mesclar as peas disponveis devido ao calendrio de jogos.

Perante ao elenco que temos, do meu ponto de vista, no foi vivel jogar com uma equipe ontem com fora mxima. Eu acho que a equipe que foi escolhida tinha muita qualidade para ganhar o jogo. Vi e revi o jogo, contabilizei 13 situaes de gols claras. Isso quer dizer que uma equipe que teve 13 chances e no marcou mais de um gol, o que falhou foi a eficcia. Em uma infelicidade individual, acabamos tomando gol. Mas temos de olhar pra frente, jogamos no domingo e queremos ganhar, ressaltou.

O treinador destacou mais uma vez a complexidade do calendrio no pas: Olhando para sequncia de jogos eu me pergunto: a torcida quer que se ganhe todos jogos? Sim, eu tambm quero, e com mais intervalo teramos uma equipe base, mas nesse cenrio, com jogos seguidos, no possvel. Analisamos que temos que aproveitar os mais jovens, misturar, para ter uma equipe competitiva. Essa a realidade, completou.

Questionado sobre a relao com o atacante Rger Guedes, que no atuou nos ltimos jogos do Timo, Vtor deixou claro que est aberto ao dilogo e pretende contar com o atleta em seu elenco, destacando sua qualidade: A verdade no se vende, pessoas querem saber de polmicas. Eu entendo isso. O que quero dizer que para o Rger, ou qualquer jogador, temos que ser exigentes. Tudo que conquistei foi trabalhando no limite, com exigncia. Isso no negocivel. Para terem oportunidades de expressarem suas qualidades, e a do Rger no est em dvida, qualquer jogador ter meu apoio. Espero, para o bem do clube, que tudo seja resolvido, afirmou.

O tcnico tambm comentou sobre a definio do sorteio da CONMEBOL Libertadores, que colocou Corinthians e Boca Juniors-ARG mais uma vez frente a frente, agora nas oitavas de final: Quem quer ser competitivo e lutar por alguma coisa aqui no Corinthians, no tem que ter medo de jogar com este ou com outro adversrio. Temos que encarar a realidade. Encarar um jogo l no fcil, sabem jogar com o clima do jogo. Temos que estar preparados. Vamos jogar em casa, com a nossa torcida, o grande motor, o corao do clube. Ns somos Corinthians, vamos com tudo e vamos lutar, disse o treinador.

Sobre a liderana no Brasileiro, Vtor Pereira disse que, em sua viso, por agora, o ideal estar entre as primeiras posies, j que o Brasileiro de alto nvel: difcil uma equipe disparar, teria que ter uns trs times para ter elenco para isso. O calendrio no permite um bom futebol, alm do fato de o campeonato ser muito competitivo, com muitos jogadores tcnicos, de qualidade. Aqui so muito mais equipes que brigam pelo ttulo do que em outros pases. exigente, voc sai de um jogo e j tem que tomar decises para o seguinte, completou.  

Por fim, Vtor Pereira fez um balano dos trs meses desde que iniciou os trabalhos no Corinthians, ressaltando o desafio que treinar o clube e suas intenes de estar brigando forte nas competies: J so trs meses aqui. Quando decidi aceitar a proposta do Corinthians, sabia que viria uma maratona complicada. Neste momento, temos que estar brigando nos grupos da frente, finalizou.


Outras →