Corinthians vence Botafogo e se afasta do Z4


Com resultado Corinthians chega a 10ª posição

Na noite desta sexta-feira (22), o Corinthians voltou à campo para a disputa da 24ª rodada do Brasileirão 2023. Enfrentando o líder do campeonato, Botafogo, na Neo Química Arena, o Timão se impôs e venceu por 1 a 0, com gol de Gil, na segunda etapa, na estreia da camisa 3.

O Timão jogou a maioria do tempo com um a mais, após uma expulsão de um jogador botafoguense ainda na primeira etapa, e se aproveitou da superioridade numérica para garantir os três pontos e subir na tabela da competição nacional. Com a vitória, o Alvinegro subiu para a 10ª colocação, com 30 pontos somados.

A partida começou com ambas as equipes trocando posses de bola. Aos seis minutos, Luis Henrique limpou a marcação e chutou na quina da área do Corinthians, a bola foi para fora, sem levar muito perigo ao gol do Timão.

Nos primeiros minutos de jogo, o Botafogo tentou impor mais volume de jogo e o Corinthians, ao tomar a bola, tentava ligar o contra-ataque, com Pedro e Wesley.

Aos 14 minutos, Pedro executou uma bela jogada pela direita, levantando a bola para Yuri Alberto, que não conseguiu finalizar.

Marçal, do Botafogo fez uma falta duríssima em Pedro. O árbitro aplicou cartão amarelo no lance, mas, após a revisão do VAR, o jogador botafoguense foi expulso no minuto 22.

Na retomada do jogo, Wesley partiu para uma jogada individual pela esquerda, limpou dois jogadores e chutou por cima do gol. O lance levantou a torcida nas arquibancadas.

Aos 42 minutos, novamente Wesley tentou uma jogada individual. O atacante do Timão cortou para a direita e chutou de fora da área, a bola novamente foi por cima do gol.

O árbitro deu seis minutos de acréscimo.

Matías Rojas recebeu a bola, aos 46 minutos. O camisa 10 abriu e bateu de fora da área, a bola foi para fora.

Aos seis minutos, Matías Rojas recebeu de Renato Augusto: o camisa 10 girou e bateu e o goleiro Lucas fez uma bela defesa.

Renato Augusto recebeu de Bidu aos nove minutos. O camisa 8 pegou de perna direita, como ele gosta, e bateu de fora da área. A bola passou muito próxima do gol.

Aos 11 minutos o Timão mexeu mais duas vezes: saíram Pedro e Wesley e entraram Gustavo Silva e Romero.

Um minuto depois, Rojas novamente recebeu e chutou de fora da área. A bola passou perto do gol.

Gol do Corinthians! Aos 13 minutos, Matheus Bidu cruzou para área, Gil cabeceou forte, o goleiro defendeu e no rebote, o próprio Gil botou para o fundo do gol, 1 a 0.

Aos 16, Romero levantou na área, Yuri Alberto cabeceou pra fora. A torcida cresceu no estádio com o bom início do Timão na segunda etapa.

Yuri Alberto teve outra oportunidade de gol dois minutos depois, mas o camisa 9 chutou nas mãos do goleiro Lucas.

Aos 35 minutos, o Timão mexeu pela última vez: saiu Matheus Bidu e entrou Fábio Santos.

Aos 43 minutos, Cássio salvou o Timão após cabeceio de Cuesta.

O árbitro deu sete minutos de acréscimo.

O Corinthians tomou um sufoco nos últimos minutos, mas garantiu os três pontos, após o apito final.

Dados da Partida

Competição: 24ª rodada do Campeonato Brasileiro - Série A
Data e horário: 22 de setembro de 2023, às 20h (de Brasília)
Local: Estádio Neo Química Arena, em São Paulo (SP)
Público: 37.543
Árbitro: Paulo Cesar Zanovelli da Silva (Fifa-MG)
Assistentes: Nailton Junior de Sousa Oliveira (Fifa-CE) e Felipe Alan Costa de Oliveira (MG)
VAR: Rafael Traci (Fifa-SC)
Cartões amarelos: Gabriel Moscardo, Gil, Fagner e Yuri Alberto (Corinthians); Marlon Freitas, Adryelson, Tchê Tchê e Diego Costa (Botafogo)
Cartões vermelhos: Marçal (Botafogo)
Gol: Gil (aos 13 minutos do segundo tempo)

Corinthians: Cássio; Bruno Méndez, Gil, Lucas Veríssimo (Fagner) e Matheus Bidu (Fábio Santos); Gabriel Moscardo (Renato Augusto), Maycon e Rojas; Wesley (A. Romero), Yuri Alberto e Pedro (Gustavo Mosquito). Técnico: Vanderlei Luxemburgo

Botafogo: Lucas Perri; Di Plácido (Júnior Santos), Adryelson, Cuesta e Marçal; Marlon Freitas (Gabriel Pires), Tchê Tchê e Eduardo; Victor Sá (Carlos Alberto), Tiquinho Soares (Hugo) e Luis Henrique (Diego Costa). Técnico: Bruno Lage

Compartilhar: